Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Portugal Litoral

Dizem que Portugal é lindo, então decidi certificar isso eu mesmo. Não que eu precisasse ver para crer, mas precisava ver para sentir.

Portugal Litoral

Dizem que Portugal é lindo, então decidi certificar isso eu mesmo. Não que eu precisasse ver para crer, mas precisava ver para sentir.

P9 | Dia 2: Zambujeira do Mar - Odeceixe

DSC08605.jpg

 

Enquanto no primeiro dia o sol estava tímido, entre nuvens, no segundo dia ele estava radiante, a mostrar toda a sua força no céu completamente azul. Ainda bem que o trajeto era menor, 20km apenas, se fossem os 35km eu estaria em apuros.

 

Nesse percurso (dos dois dias), além do mar de águas cristalinas e toda a sua arte esculpida nas falésias e rochas, e suas praias selvagens, lindíssimas e muitas delas inacessíveis; da variedade da vegetação colorida, incluindo espécies endémicas e raras, e das cegonhas-brancas com seus ninhos alcandorados num aparente equilíbrio periclitante, muito comum na região; tive o prazer de ver passar, à poucos centímetros dos meus pés, duas cobras-rateiras, uma em cada dia da caminhada, e também vi saltitar por entre o mato um lindo coelho-bravo e mais tarde outros dois atravessaram a trilha, e quase consegui fotografar uma fêmea do peneireiro-das-torres ou francelho, distraída na arriba. Também vi um belo casal de humanos, uma espécie exótica na região, à aproveitarem o dia de sol estendidos nus na areia da praia.

 

cegonha-branca.jpg

Cegonha-Branca | Foto: Acácio Lobo  membro do FAPAS

 

cobra-rateira.jpg

 Cobra-Rateira | Foto: CERVAS

 

coelho-bravo.png

Coelho-Bravo | Foto: origem não encontrada 

 

francelho.jpg

Francelho | Foto: origem não encontrada 

 

 

Quando chegamos a Odeceixe pelo lado norte da trilha da Rota Vicentina, a vista que temos da foz da Ribeira do Seixe é espetacular e revigorante, dá-nos (pelo menos deu-me) vontade de saltar do cimo da falésia para dentro das águas cristalinas da Praia de Odeceixe. Mas quando eu lá cheguei, infelizmente tive a clara noção que o salto seria mortal, não no sentido artístico da palavra, literalmente mortal. Caminhei mais uns aborrecidos 4km pois  atravessar a pé a ribeira era impossível com a maré cheia, até o Odeceixe Hostel, no centro de Odeceixe, onde fui recebido como se de lá eu fosse um morador que esqueceu-se da chave da porta. Senti-me verdadeiramente em casa, muito à vontade, muito bem acolhido.

 

Devidamente hospedado, restavam-me duas coisa à fazer: tomar banho e ir para a cama terminar o sonho que havia começado no autocarro no dia anterior.

 

Ir para o Dia 1: Vila Nova de Milfontes - Zambujeira do Mar

 

Galeria de Fotos do dia 2 (Utilize as setas para passar as fotos)

  

 

Ir para o Dia 1: Vila Nova de Milfontes - Zambujeira do Mar

 

Links relacionados:

Rota Vicentina

Trilho dos Pescadores

Parque Natural do Sudoeste Alentejano

2 comentários

Comentar post